Após hiato de dois anos, Feira Literária do Colégio Diocesano volta com grande sucesso

12/04/2022 15:44:00 - Atualizada em 12/04/2022 16:13:42 - Autor Wenner Bandeira - Edição Geral por Wenner Bandeira

Na última semana, de quinta a sábado (7 a 9 de abril de 2022), o Colégio Diocesano São Francisco de Sales realizou a 19ª edição da sua Feira Literária. O evento teve como tema “A semana de 22: uma trilogia da Arte no Brasil”, e homenageou três nomes da cultura nacional e local: Assis Brasil, Tarsila do Amaral e Mestre Dezinho.

Além da exposição de livrarias parceiras, que colocaram seus livros à venda na Quadra Dona Toinha, a feira contou com uma ampla programação, com ações realizadas simultaneamente em diversos espaços do colégio e contemplando alunos de todas as faixas etárias, além de abrirmos espaços para as famílias e colaboradores.

"Foi a 19ª Feira Literária do Colégio Diocesano e nossa avaliação é que foi espetacular. Depois de dois anos sem realizar a feira presencial, conseguimos retomar em 2022 e tiver um grande movimento. Sentimos que a feira tomou de conta de todo o colégio, contemplando alunos do 2º ano do ensino fundamental à 3ª série do Ensino Médio, com momentos de grande beleza, riqueza e muito aprendizado para toda nossa comunidade educativa. Foi um grande sucesso", comenta a coordenadora Cláudia Virgínia, coordenadora dos anos iniciais do Ensino Fundamental e referencial para a organização do evento.

A programação dos três dias de evento contou com apresentação de recital de poemas, contação de histórias, bate-papos com escritores e artistas em geral, palestras sobre variados temas, exposições e momentos culturais, contemplando os mais variados públicos que frequentaram o colégio nestes três dias. Um dos palestrantes foi o cartunista Jota A, maranhense radicado no Piauí e com prêmios nacionais no currículo, que conversou com alunos do Ensino Médio sobre HQ.

“Acho muito interessante trabalhar esse tema das histórias em quadrinhos, porque falamos com pessoas que leem essas histórias mas não veem um direcionamento. Falo um pouco do que é produzido no Brasil, dos nossos autores, e quem se interessar escolhe um estilo e vai atrás de mais obras. Eu acho que a escola é o caminho para esses artistas, essa galera que desenha, que precisam conhecer um pouco mais inclusive do que é produzido na sua cidade e no seu estado”, afirma o cartunista.

Os alunos aprovaram o evento e mataram saudades da feira, que não foi realizada nos últimos anos devido à pandemia de Covid-19. “Há dois anos que não tínhamos a feira presencialmente, e é muito bom ver que uma tradição da escola voltou com muita força. As palestras foram maravilhosas e temos muitos livros bons sendo expostos”, comentou a aluna Maria Eduarda, da 1ª Série A. “Eu amei os dias de feira. Tive a oportunidade de conhecer novos artistas e criadores da cultura piauiense. Serve de lição para apreciarmos os artistas locais”, completa Mário Augusto, também aluno da 1ª Série.

Deixe um comentário

0 Comentário

Quando cuido de você,
cuido do mundo

Mantendo a transparência do nosso trabalho, o Diocesano Infantil utiliza cookies com objetivo de prover a melhor experiência no uso do nosso site. Por favor, leia nossa Política de privacidade para entender quais cookies nós usamos e quais informações coletamos em nosso site. Ao continuar sua navegação, você está de acordo que poderemos armazenar cookies no seu dispositivo.