Alunos do Diocesano vão às urnas para eleger líderes de turma

10/03/2022 11:17:00 - Atualizada em 11/03/2022 17:05:12 - Autor Wenner Bandeira - Edição Geral por Adriana Marques

Durante toda a manhã e início da tarde desta quarta-feira, 09 de março de 2022, estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental à 3ª Série do Ensino Médio foram às urnas, cedidas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Piauí- TRE/PI, para votarem nos colegas que atuarão como líderes de turma durante este ano. Todo o projeto de liderança do Colégio Diocesano São Francisco de Sales - CSFS é baseado nas diretrizes da Rede Jesuíta de Educação, que busca formar líderes que terão impacto em diferentes instâncias sociais.

Cada turma votou para eleger um líder geral e um líder cultural e 105 alunos se candidataram para disputar estes cargos. Com as candidaturas registradas, os estudantes tiveram cerca de duas semanas para apresentar suas propostas para os demais colegas e participar de debates com os outros concorrentes. A votação aconteceu em urnas eletrônicas reais, que foram cedidas pelo TRE-PI, como forma de ir familiarizando os alunos com o exercício da cidadania através do processo eleitoral.

“Isto sensibiliza a importância de fazer uma escolha assertiva, de não se eximir do papel de escolher. Pode votar nulo, mas será se vale à pena? Se você não se sente representado, não é melhor se candidatar? Trabalhamos neste sentido. Com quem não está em idade de votar já é importante essa sensibilização, e para quem já vai também”, conta a psicóloga escolar Lorenna Munise, referência do projeto de liderança escolar no CSFS.

Antônio Borges, candidato a líder em uma das turmas da 3ª série do Ensino Médio, explica que a eleição escolar lhe permitiu ter uma visão mais aprofundada sobre a importâncias das eleições gerais. “A gente tem uma visão muito mais ampla das necessidades de todo mundo. Os jovens precisam estar inseridos nessa conjuntura política, que interfere na sociedade como um todo, e é importante desde cedo ter noções sobre as necessidades da sociedade, para que ela seja melhor e mais desenvolvida”, conta ele.

Candidatos participaram de debates durante a campanha eleitoral

O projeto desperta um alto interesse entre os alunos, percebido pelo grande número de candidatos, que vem no processo uma forma de se desenvolverem como cidadãos. “Eu quis me candidatar porque acredito que vai acrescentar muito no meu aprendizado, tanto social quanto emocional e acadêmico. Eu já fui líder e candidata antes e foi uma experiência muito legal. É um ambiente muito confortável, onde a gente pode se expressar”, conta a estudante Isadora Maria, candidata a líder em uma das turmas do 8º Ano.

A conclusão do processo eleitoral é apenas um dos passos do projeto de desenvolvimento de lideranças, posterior ao trabalho de sensibilização e informação que é feito para todos os estudantes da escola. Agora, os eleitos irão atuar como representantes dos interesses dos alunos perante outras instâncias, e assim desenvolver habilidades que lhe serão úteis não só na escola, mas futuramente na universidade e no impacto que causarão na sociedade.

“A principal atuação que colocamos para eles é serem mediadores entre os interesses da turma e os representantes do colégio, atuam como uma ponte. Eu sempre digo para eles que o principal benefício é se disponibilizar a estar a serviço dos outros e aprender a resolver problemas, fazer escolhas. São coisas que eles vão precisar após sair da escola”, finaliza Lorenna Munise.

CONFIRA OS ELEITOS CLICANDO AQUI

Deixe um comentário

0 Comentário

Quando cuido de você,
cuido do mundo

Mantendo a transparência do nosso trabalho, o Diocesano Infantil utiliza cookies com objetivo de prover a melhor experiência no uso do nosso site. Por favor, leia nossa Política de privacidade para entender quais cookies nós usamos e quais informações coletamos em nosso site. Ao continuar sua navegação, você está de acordo que poderemos armazenar cookies no seu dispositivo.