D&D promove roda de conversa com os pais sobre a relação dos filhos com telas

31/05/2021 12:43:00 - Atualizada em 31/05/2021 14:28:55 - Autor Wenner Bandeira

O contato cada vez mais precoce de crianças e adolescentes com a tecnologia se tornou ainda mais frequente com a pandemia de Covid-19 e a utilização do ensino remoto e híbrido. Pensando nisso, o Colégio Diocesano São Francisco de Sales e Diocesano Infantil – D&D promoveu no último sábado, 29 de maio de 2021, uma roda de conversa online com mães e pais de alunos “Filho e telas: criando relações mais equilibradas e saudáveis”.

A conversa foi conduzida pela psicóloga Renata Laís Forte, do departamento de psicologia do D&D, que levou aos familiares a visão de especialistas sobre o tema, que se tornou essencial com a utilização do ensino remoto, necessário para cumprir as medidas de distanciamento social. “O ensino remoto e híbrido já exige um número de horas das crianças que estão acima das horas recomendadas pelos órgãos de saúde. Além disso, a pandemia também diminuiu as possiblidades de lazer, e isso aumentou ainda mais as horas dos usos dos eletrônicos. Então é importantíssimo conversar com as famílias sobre o uso de uma forma saudável, ouvir e acolher as famílias e fazer uma orientação científica, baseada nas necessidades da criança e na realidade da família”, explica a psicóloga.

Durante a roda de conversa, que durou cerca de duas horas, foram abordados diversas questões, como que tipo de conteúdos devem ou não ser acessados e quais as melhores formas de disciplinar esse uso com as crianças e adolescentes.

“Não se indica que crianças e adolescentes tenham acesso a essas telas em locais fechados, sem que os pais façam uma supervisão. Sugere-se também que não use durante as refeições, e é importante o cuidado com o conteúdo que as crianças e adolescentes vão acessar, se está de acordo com a idade e se é um conteúdo que possa agregar. É importantíssimo também definir momentos para o uso, que esteja dentro de uma rotina, que não impeça a realização de outras atividades essenciais, como atividade física, contato com a natureza, o convívio familiar. E também é importante orientar sobre a maneira de utilizar essas telas, conversando sobre bullying, sexting, conteúdos nocivos, etc. É muito importante esse diálogo”, resume Renata.

Deixe um comentário

0 Comentário

Quando cuido de você,
cuido do mundo

Mantendo a transparência do nosso trabalho, o Diocesano Infantil utiliza cookies com objetivo de prover a melhor experiência no uso do nosso site. Por favor, leia nossa Política de privacidade para entender quais cookies nós usamos e quais informações coletamos em nosso site. Ao continuar sua navegação, você está de acordo que poderemos armazenar cookies no seu dispositivo.