Estudantes compartilham experiência na Simulação das Nações Unidas para Secundárias

05/06/2018 15:41:48 - Atualizada em 05/06/2018 16:55:44 - Por Ana Carolina Dias

Pela segunda vez, estudantes do Colégio Diocesano estiveram presentes na Simulação das Nações Unidas para Secundárias (Sinus), evento organizado pela Universidade de Brasília (UnB). Este ano, 13 estudantes da 3ª série do Ensino Médio foram até Brasília (DF) para participar da Sinus. No evento, secundaristas de todo o Brasil simulam o processo de tomada de decisões da Organização das Nações Unidas (ONU).

De volta a Teresina, os educandos do Diocesano tiveram um encontro com o diretor geral, padre Vicente Zorzo, SJ, com a diretora acadêmica, professora Margareth Santos, e com o coordenador pedagógico da 3ª série do Ensino Médio, professor Ailton Cerqueira. A professora Patrícia Prado, que acompanhou os estudantes na viagem juntamente com o professor Victor Marcelo, também participou. Na ocasião, os estudantes demonstraram estar emocionados e gratos pela oportunidade.

“Voltamos tão mudados que temos a obrigação de ser mais para os demais”, afirmou o estudante João Vitor Lopes. Além dele, participaram da Sinus: João Alexandrino, Giovanna Laís, Thaynar Cavalcante, João Lucas Saldanha, Newton Henrique, Camila Luz de Sousa, Tamires Vieira, Gérson Carlos Soares, Emanuelle Melo, Ellen Melo, André Vinicius Lima e Anne Karolinne Moreira.

Para Newton Henrique, “a Sinus foi a experiência mais marcante que vivi no Ensino Médio”. Os estudantes também ressaltaram que a formação que o Diocesano oferece foi um diferencial durante os debates na simulação. “O Diocesano apoia essa vivência porque compreende a importância disso na formação dos alunos a partir da proposta pedagógica da Companhia de Jesus”, ressalta a diretora acadêmica, professora Margareth Santos.

Estudantes compartilham as experiência na Sinus com o diretor geral, padre Vicente Zorzo

O diretor geral do Diocesano, padre Vicente Zorzo, SJ, salientou que “a escola tem que ser um espaço de aprendizagem onde os alunos são valorizados”. O jesuíta apontou para a necessidade de que os estudantes estejam atentos para o que está ao redor. “Se queremos construir um planeta diferente, temos que construir o nosso entorno diferente”, afirmou. Durante a reunião, foi anunciado que o Diocesano está se preparando para realizar simulações da ONU, semelhantemente ao que ocorre em outros colégios pelo Brasil.

Deixe um comentário

0 Comentário