Pesquisa ressalta benefícios da filantropia à sociedade

08/08/2016 19:24:13 - Por Ana Carolina Dias

Setor filantrópico em benefício da sociedadeO Fórum Nacional das Instituições Filantrópicas (FONIF) divulgou uma pesquisa que mostra a importância do setor filantrópico para o desenvolvimento do país. As duas mantenedoras das obras jesuítas no Piauí, Associação Nacional de Instruções (ANI), que mantém o Colégio Diocesano, Educação Infantil, Escola Santo Afonso Rodriguez, Centro de Saúde Pedro Arrupe e Centro Médico Pedro Arrupe e a Associação Antônio Vieira (ASAV) que mantém a Escola Materno Infantil Padre Pedro Arrupe são associadas ao FONIF. A apresentação da pesquisa “A contrapartida do setor filantrópico para o Brasil”, tem como intuito demonstrar o papel da Filantropia, ressaltando os benefícios gerados à sociedade nas áreas de assistência social, educação e saúde em contrapartida as isenções fiscais concedidas ao setor filantrópico.

Segundo o FONIF, as instituições filantrópicas realizaram mais de 160 milhões de atendimentos em 2014 e geraram 1,3 milhão de empregos. A cada R$ 1,00 (um real) obtido por isenções fiscais, cada instituição filantrópica retorna R$ 5,92 em benefícios para a sociedade. Se as áreas de atuação forem analisadas separadamente, na Saúde, este coeficiente de contrapartida sobe para R$ 7,35. Ou seja, a cada R$ 100 que um hospital beneficente deixa de pagar de impostos, investe R$ 735 no atendimento à população. Na Assistência Social, a cada R$ 100, o retorno à sociedade é de R$ 573,00 e na educação, R$ 386,00 – por meio da concessão de bolsas de estudo, por exemplo.

A pesquisa foi realizada com dados oficiais do próprio governo e está restrita a instituições filantrópicas que possuem o CEBAS (Certificado de Entidades Beneficentes de Assistência Social), concedido pelo Governo Federal, por intermédio dos Ministérios da Educação, Desenvolvimento Social e Saúde para que as entidades privadas sem fins lucrativos possam usufruir de isenção das contribuições sobre a seguridade social (cota patronal), oferecendo como contrapartida: na Educação uma bolsa integral a cada cinco pagantes, na Assistência Social a manutenção da prestação de seus serviços, de forma integralmente gratuita; e na Saúde oferecer 60% dos seus serviços através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Confira a pesquisa na íntegra 

Fonte: Site Oficial do FONIF

Deixe um comentário

0 Comentário