Diocesano na campanha contra o Aedes aegypti

27/02/2016 11:01:27 - Atualizada em 27/02/2016 11:05:50 - Por Lisiane Mossmann


Alunos assistem palestra com subtenente do 25º BatalhãoOs alunos do 6º ano começaram campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti no Colégio Diocesano. As turmas organizam ações de conscientização e de prevenção, que envolverão a comunidade escolar. Orientados pelo Departamento de Ciências, os estudantes confeccionarão cartilhas e cartazes de divulgação da campanha. Neste sábado, assistiram à palestra do subtenente do 25º Batalhão de Caçadores do Exército, Antônio Sousa Matos, sobre o projeto de mobilização nacional contra o mosquito e a maneira de como evitar a proliferação do inseto.

De acordo com a professora de Ciências, Anita Freire, os alunos irão construir a representação de um ecossistema afetado pela proliferação desordenada do Aedes aegypti. A atividade auxiliará na compreensão da influência desse descontrole para o meio ambiente e consequentemente à sociedade.

O Aedes aegypti é um mosquito doméstico. Ele vive dentro de casa e perto do homem. Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas. Os ovos são colocados em água limpa e parada e distribuídos por diversos criadouros. 

Como eliminar os focos

  • Lavar as bordas dos recipientes que acumulam água com sabão e escova/bucha;
  • Jogar as larvas na terra ou no chão seco;
  • Para grandes depósitos de água e outros reservatórios de água para consumo humano é necessária a presença de agente de saúde para aplicação do larvicida;
  • Em recipientes com larvas onde não é possível eliminar ou dar a destinação adequada, colocar produtos de limpeza (sabão em pó, detergente, desinfetante e cloro de piscina) e inspecionar semanalmente o recipiente, desde que a água não seja destinada a consumo humano ou animal. Importante solicitar a presença de agente de saúde para realizar o tratamento com larvicida.

Saiba como efetuar a limpeza de objetos usados para armazenamento de água

  • Tampar e lavar reservatórios de água são ações importantes para o combate ao Aedes aegypti. A limpeza deve ser periódica com água, bucha e sabão.
  • Ao acabar a água do reservatório, é necessário fazer uma nova lavagem nos recipientes e guardá-los de cabeça para baixo. Esse cuidado é essencial porque os ovos do mosquito podem viver mais de um ano no ambiente seco.

Recomendações de utilização da água sanitária:

  • Água sanitária também poder ser utilizada no combate às larvas. Mas é importante lembrar que ela NÃO PODE ser utilizada em recipientes usados para armazenamento de água para consumo humano e de animais.
  • Recomenda-se a utilização de água sanitária pela população nos seguintes criadouros:
  • Essa é uma ação adicional e não exclui as atividades de remoção e proteção dos potenciais criadouros, que são fundamentais para o controle da dengue, chikungunya e Zika

Deixe um comentário

0 Comentário