Janeiro Branco: a importância do autocuidado com a saúde mental

16/01/2020 12:43:00 - Atualizada em 17/01/2020 08:49:44 - Por Samira Ramos

      Manter sua saúde física em dia é, sem dúvidas, importante, mas você já parou para pensar na forma que você cuida da sua mente? Essa é a proposta da campanha do Janeiro Branco, criada no início dos anos 2000, e que traz como seu objetivo chamar atenção da sociedade para as questões relacionadas à saúde mental e à verdadeira felicidade dos seres humanos, desestigmatizando a importância dada às coisas supérfluas.

      O mês de janeiro é o escolhido para fazer essa sensibilização por ser o mês em que as pessoas fazem suas avaliações do ano anterior e estabelecem suas metas para o novo ano que se inicia. Segundo a psicóloga do Colégio Diocesano, Renata Laís dos Santos, “o Janeiro Branco vem como uma luz para apontar a importância de colocar a saúde mental como uma das metas, principalmente o autocuidado com a mesma”.

     Isso porque, além de promover ações que busquem conscientizar a respeito dos transtornos mentais como, por exemplo, a depressão, a ansiedade generalizada e a bipolaridade – doenças que vem crescendo vertiginosamente desde o início dos anos 2000, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) – a campanha também tem como proposta instigar a capacidade dos indivíduos reagirem, equilibradamente, às circunstâncias em que estão inseridos (trabalho, relacionamentos, responsabilidades), de forma que seu emocional não seja tão afetado.

      Ainda segundo a psicóloga, é importante dar enfoque ao caráter positivo da campanha, uma vez que ela acaba ficando limitada apenas ao tratamento dos transtornos mentais. “Acima de tudo, o Janeiro Branco tem a psicologia positiva como sua principal ferramenta, evidenciando a prevenção a partir do autocuidado. A psicologia quer proporcionar qualidade de vida, como a OMS ressalta, tornar os indivíduos cada vez mais seres biopsicossociais e espirituais”, ressalta.

     Nos sábados, 18 e 25, colaboradores dos colégios Diocesano e Diocesano Infantil participarão de oficinas e ações de sensibilização, promovidas pelo setor de psicologia, em que serão apresentadas estratégias para o autocuidado de saúde mental. Além disso, todos foram convidados a usarem a cor branca, pois, assim como explicado pelos organizadores da campanha, “o Branco possibilita inícios e (re)inícios, partidas e convites à criatividade”.

Deixe um comentário

0 Comentário