Colégio Diocesano tem 34 medalhistas na Olimpíada Canguru de Matemática

27/06/2019 10:44:00 - Por Camila Oliveira

Trinta e quatro estudantes do Colégio Diocesano foram medalhistas na edição 2019 da Olimpíada Canguru de Matemática, a maior competição do mundo da disciplina. Foram 5 medalhas de ouro, 7 de prata, 10 de bronze e 12 de honra ao mérito. Na solenidade de premiação, ocorrida no dia 27 de junho, também foram entregues certificados de participação a todos os 197 estudantes que realizaram a prova.

“Mais do que ganhar medalhas, essas competições são importantes para que vocês percebam no que são bons e no que precisam melhorar”, enfatizou o diretor geral, padre Vicente Zorzo, SJ, durante a cerimônia de premiação dos estudantes. A Olimpíada Canguru de Matemática é uma competição anual internacional para alunos do 3º ano do Ensino Fundamental à 3ª série do Ensino Médio. São mais de 6 milhões de participantes em 75 países.

A Olimpíada foi fundada em 1991, na França, pelo professor André Deledicq, sua intenção era criar um jogo- concurso. “A participação na olimpíada desperta o desejo de aprender mais, de partilhar conhecimentos”, ressalta o coordenador de projetos complementares, professor José Voste Júnior.

O Colégio Diocesano participa da competição há três anos e os estudantes são mobilizados pelo Departamento de Matemática. “A Canguru requer o conhecimento na disciplina de forma contextualizada com as vivências dos estudantes no dia a dia”, explica o coordenador do Departamento de Matemática, professor Teotônio Vieira.

Participando da prova pela primeira vez, o estudante Antônio Carlos Lustosa, do 3º ano do Ensino Fundamental, considera que foi uma boa experiência. “Eu achei a prova fácil. Eu gosto muito de matemática e por isso eu quis participar”, diz.

Hoje na 3ª série do Ensino Médio, o estudante João Pedro Martins conta que participa de olimpíadas do conhecimento desde o 4º ano do Ensino Fundamental. “Todos deveriam criar o hábito de participar de olimpíadas desde criança, porque as nossas conquistas nessas competições serão muito úteis no futuro, muito além dos méritos acadêmicos”, comenta o estudante.

Clique aqui para ver mais fotos

Deixe um comentário

0 Comentário