​394 anos da canonização de Santo Inácio de Loyola

12/03/2016 08:17:44 - Atualizada em 12/03/2016 10:37:34 - Por Ana Carolina Dias

Dia 12 de março é comemorada a canonização de Santo Inácio de Loyola. O santo fundador da Companhia de Jesus foi canonizado em 1622 pelo Papa Gregório XV. O professor de Ensino Religioso do Colégio Diocesano e diácono, Cleiton Nery, SJ, diz que a maior contribuição de Santo Inácio foram os exercícios espirituais. Os ensinamentos dele tem como prioridade o autoconhecimento e serviço ao outro por meio de um processo de profundo discernimento.

Essa característica, fez com que Inácio se voltasse para a preparação e formação de novos jesuítas, que eram enviados em missão pelo mundo e elaboração das Constituições da Companhia de Jesus. Os ensinamentos de Santo Inácio levam a uma compreensão profunda da vida, do “sentir e saborear todas as coisas”. “Nós, jesuítas, tentamos adaptar essa experiência com os jovens por meio de uma linguagem acessível e da prática dos exercícios espirituais”, ressalta.

A história de Inácio

Inácio de Loyola era um jovem vaidoso da alta corte, que em 1521 foi atingido na perna por uma bala de canhão, durante a guerra em Pamplona, na Espanha. Esse acontecimento proporcionou profundas mudanças na vida de Inácio. Devido aos graves ferimentos o jovem permaneceu inválido por um longo período. Durante esse tempo de recolhimento, Inácio passa por uma transformação espiritual que o leva a sua conversão.

Já recuperado, Inácio decide abandonar seu estilo de vida e iniciar uma peregrinação de Loyola a Manresa. Em 1522 após percorrer 700 km e ter um profundo encontro com Deus, inicia um retiro espiritual no qual escreve os Exercícios Espirituais. Na Universidade de Paris, atual Sorbonne Inácio encontra os seis primeiros discípulos, com os quais fundaria a Companhia de Jesus. O fruto da deliberação dos primeiros companheiros foi apresentado ao papa Paulo III que aprovou oficialmente a Companhia de Jesus em 27 de setembro de 1540.

Hoje a Companhia de Jesus é reconhecida no mundo inteiro por seu trabalho missionário e por sua atuação nas áreas educacional, espiritual, intelectual e social. Atualmente, são cerca de 16 mil jesuítas atuando em torno de 100 países dos cinco continentes. Oferecer educação de qualidade é outra marcante característica da Companhia de Jesus, responsável pela produção de conhecimento para o desenvolvimento social através da pesquisa científica e do aprofundamento intelectual.

Deixe um comentário

0 Comentário