Diozinho é também Tempo Integral: Conheça o dia a dia da novidade do colégio

06/02/2020 12:50:00 - Atualizada em 13/02/2020 12:18:41 - Por Samira Ramos

O Diocesano Infantil trouxe muitas novidades para o ano letivo de 2020. A principal delas, é que agora o colégio passou a ofertar opções de matrículas no Tempo Integral para as crianças do Infantil 1 ao Infantil 5. A matrícula é disponibilizada em duas modalidades: convencional (cinco dias da semana) e parcial (três dias da semana: segunda, quarta e sexta-feira).

O Tempo Integral busca oferecer a ampliação das oportunidades educativas e formação de novas habilidades, a partir da expansão do período de permanência diária e das atividades promovidas no colégio. “Pela manhã, as crianças vivenciam as propostas diárias do turno regular. Já a tarde, são realizadas vivências diferenciadas, com o objetivo de dar continuidade ao desenvolvimento das habilidades e competências planejadas por faixa etária. Dessa forma, torna-se mais propício o desenvolvimento da criança integralmente”, conta a coordenadora do Tempo Integral, Deborah Helany Pilar.

As atividades têm início às 11h30, quando as crianças são levadas para um espaço especial com jogos, historinhas e brincadeiras dirigidas – planejadas ao longo da semana – enquanto aguardam a hora do banho. Após todos estarem refrescados, são direcionados para o espaço de alimentação, local em que recebem uma alimentação saudável e que visa a ampliação de novos gostos alimentares. “Tudo é balanceado e planejado pela nutricionista Teresa Macedo, que faz um cardápio semanal com base nas preferencias e restrições dos pequenos. Eles também são estimulados a provarem alimentos que não estão habituados a comerem. Estamos bem felizes, pois as crianças não têm demonstrado muitas resistências e têm se alimentado muito bem”, ressalta.

Após se alimentarem, as crianças dispõem de cinquenta minutos para descansarem das atividades proporcionadas durante o turno regular. Embora seja proporcionado todo um ambiente com música tranquilizante, contação de histórias e camas, elas não necessariamente precisam dormir: o objetivo principal é que relaxem o corpo e renovem o ânimo e alegria. A coordenadora também pontua que “neste espaço eles serão oportunizados a aprenderem regras de convivência e respeito ao próximo, como ficar em silêncio enquanto os outros coleguinhas dormem”.

Entre a hora de descanso e a volta às atividades, os pequenos participam do despertar lúdico no Salão de Acolhimento, onde é feito um momento de oração e várias atividades de movimentos enriquecidas com músicas infantis. Em seguida, são divididos em dois grupos para a volta às vivências. “O Grupo 1 é composto por crianças de 1 ano e 7 meses a 3 anos e o Grupo 2 por crianças de 4 e 5 anos de idade. Com o Grupo 1, todos os dias são feitas atividades diferenciadas como musicalização, psicomotrocidade, Baby Class e Judô Baby (aulas de balé e judô para bebês). Já com o 2º grupo, são desenvolvidas oficinas de estimulação cognitiva de acordo com o que foi vivenciado no turno da manhã e desafios propostos na atividade de registro. Sempre de forma lúdica”, conta.

Estudantes participam da oficina de estimulação cognitiva

As oficinas são realizadas pelas professoras com a orientação da Coordenadora Pedagógica e Psicopedagogas, "com base nas especificidades de cada criança", pontua a Psicopedagoga Ana Kleya Visgueira.

As crianças ainda participam de um lanche coletivo seguido de brincadeiras livres no parquinho ou com brinquedos (sempre monitoradas de perto pelas professoras). Concluindo as atividades do dia, os pequenos vão para as oficinas, que são diferenciadas a cada dia da semana: balé, judô, educação ambiental ou sensorial, por exemplo. Por fim, as crianças se refrescam com o banho e são entregues aos pais às 17h30, concluindo um dia cheio de atividades pedagógicas, culturais, artísticas, esportivas, tecnológicas e espirituais.

Deixe um comentário

0 Comentário